Cinco erros comuns na alimentação pós-treino

 

Durante o verão, as academias lotam e todos querem praticar exercícios, já que nessa época é comum as pessoas se sentirem insatisfeitas com seus corpos, além de que melhorar a saúde está na lista das promessas de fim de ano. E, geralmente, por causa de muitas informações incorretas difundidas na internet, as pessoas cometem alguns erros quando o assunto é pós-treino. Sem contar que, apenas dar tudo de si durante o treino e jamais faltar à academia, não é suficiente para conquistar boa performance e resultados. A refeição feita depois do treino não pode ser negligenciada de maneira nenhuma.

Por isso, a BeijuBom separou os cinco erros mais comuns de quem pratica exercícios físicos quando o assunto é a alimentação pós-treino, confira:

1. Consumir muitas proteínas

Muito difundida nos dias atuais, a proteína é um macronutriente essencial para quem está em busca de melhorar a saúde e o corpo, mas, como ela está sendo supervalorizada, muitas pessoas esquecem de outra parte fundamental das refeições: os carboidratos. Uma das funções desses nutrientes é evitar que o organismo use tecido muscular como fonte de energia, assim, evitando a sua perda. Ou seja, é essencial que se consuma, além das proteínas, alimentos ricos em carboidratos.

2. Não pensar a longo prazo

Um corpo perfeito e saudável se constrói com dedicação 24 horas por dia, todos os dias, ou seja, não se pode pensar apenas a curto prazo, pois é um grande erro. Os músculos continuam se reparando, após o treino, durante horas e horas, então, o cuidado com a alimentação é imprescindível ao longo do dia. Assim, você fará com que os resultados sejam prolongados e ocorram de forma muito mais benéfica para a saúde.

3. Exagerar na comida

Um pensamento bastante comum de pessoas que praticam exercícios físicos é: “Malhei muito, eu mereço”. Isso, na realidade, é autossabotagem, já que, ao comer tudo que quer e exageradamente, em vez de ganhar massa muscular e emagrecer, acaba estocando uma grande reserva de gorduras, e o pior de tudo: o desempenho, por não oferecer aos músculos os nutrientes que realmente precisa, cai e muito. O ideal seria escolher um dia na semana, ou até mesmo uma refeição, para dar aquela famosa jacada.

4. Não manter o foco direito nos objetivos

Para conquistar todos os objetivos que deseja na academia é preciso estar realmente com foco e conseguir se manter firme nisso, por exemplo, se deseja ganhar massa muscular, é preciso consumir um pouco mais do que se gasta, ou se a meta é emagrecer, basta consumir menos calorias do que se gasta. O importante é, sempre, pensar na qualidade nutricional dos alimentos e escolher quanto e quais alimentos vão lhe ajudar a conquistar seu ideal.

5. Demorar demais para comer

O jejum é um erro muito comum quando o assunto é alimentação pós-treino, pois o mito de que deixar de comer vai auxiliar no emagrecimento seduz quem está sedento por resultados rápidos, mas o ideal para repor a energia dos músculos é a alimentação ocorrer de 30 a 60 minutos após o esforço. Desse modo, os resultados reais aparecem no corpo de forma mais saudável e correta.


 

Please reload

DESENVOLVIDO POR: