Lancheira saudável na volta às aulas!

Mais um ano letivo inicia, e, com ele, vem a preocupação dos pais em montar os lanches para o recreio dos filhos. A dificuldade que muitos sentem é a necessidade de agradar ao paladar da criançada, além de conseguir variar o que é colocado na lancheira para que não enjoem. Às vezes, pela praticidade, os pais buscam por snacks prontos e com baixa qualidade nutricional. Porém é preciso cuidado na hora de pensar no cardápio do intervalo das crianças! Isso porque, em um ano, duzentos dias correspondem a dias letivos. Sendo assim, em quinze anos, serão cerca de três mil lanchinhos que seu filho terá consumido na vida, o que ressalta a grande importância que tem as escolhas relacionadas aos lanches escolares!

 

É importante, desde o início, estimular as crianças a fazerem boas escolhas alimentares, pois é nessa faixa etária que os hábitos começam a ser criados e é a partir dessas escolhas que a saúde é moldada.

 

Então, como montar a lancheira ideal para seu filho?

 

  • Primeiramente, saiba os alimentos que não devem fazer parte do cardápio:

Salgadinhos fritos, embutidos (presunto, mortadela, salsicha, peito de peru), gelatina, biscoitos recheados ou açucarados, balas, refrigerantes, suco de caixinha, pães industrializados, achocolatados comuns. Esses alimentos contêm excesso de aditivos, sal, açúcar e corantes que podem afetar o desempenho escolar e a saúde do seu filho.

 

  • Planeje um cardápio mensal:

Para ajudar no seu dia a dia, crie um cardápio mensal, com variações entre as semanas. Isso facilitará na hora de fazer a lista de compras da semana e na organização do preparo dos lanchinhos. Monte a semana 1, semana 2, semana 3 e semana 4, fazendo rodízio das preparações em cada dia.

 

  • Saiba os tipos de grupos de alimentos que devem fazer parte das opções:

Para montar as opções do cardápio é necessário entender os grupos que devem fazer parte do lanche do seu filho, que são:

- Carboidratos: tapioca BeijuBom, pipoca caseira, pães e bolos integrais caseiros, tortas caseiras, cookies caseiros, tubérculos cozidos ou na forma de chips, milho cozido, cereais (aveia, quinoa, amaranto, etc.), panquecas e waffles caseiros, biscoitos caseiros.

- Proteínas: ovo de codorna, ovo de galinha, frango cozido e desfiado, queijo, iogurte, atum desfiado (comprar sempre conservado no óleo ou azeite).

- Reguladores: hortaliças (cenoura, tomate, alface, agrião, rúcula, escarola, pepino), frutas, sucos de frutas naturais sem açúcar.

O ideal é combinar um alimento de cada grupo para montar as opções do cardápio. Exemplos: tapioca BeijuBom recheada com queijo branco e tomate; bolo caseiro + iogurte + kiwi.

 

  • Inclua seu filho no preparo

A criança, desde pequena, precisa ser apresentada aos diferentes alimentos e fazer parte do processo de preparo das opções do cardápio. É uma boa forma de ajudar na sensação de que é ele quem está fazendo as escolhas, tornando muito mais fácil a aceitação.

 

Com essas dicas, montar os lanches escolares tornar-se-á algo mais fácil e prazeroso, contribuindo para o desempenho escolar do seu filho e, mais ainda, para a sua saúde. Para saber mais sobre os produtos, as receitas e as dicas, acesse o site: http://www.beijubom.com.br/

 

Please reload

DESENVOLVIDO POR: